Fisioterapia na Doença Coronariana










Atualmente a doença coronariana é a maior causa de morbidade e mortalidade em países industrializados da Europa e da América do Norte. Cerca de 30% de todos os óbitos ocorridos no Brasil, tem as doenças cardiovasculares como responsáveis, sendo o infarto agudo do miocárdio sua principal causa.

Principais sintomas

Os sintomas da doença arterial coronariana estão relacionados à angina, que é uma sensação de dor em forma de aperto no peito, que dura de 10 a 20 minutos e que pode irradiar para o queixo, pescoço e braços. Mas a pessoa pode também apresentar outros sinais e sintomas, como:

  • Cansaço ao realizar pequenos esforços físicos,
  • Sensação de falta de ar;
  • Tonturas;
  • Suor frio;
  • Náusea e/ou vômitos.

Muitas vezes estes sinais são difíceis de identificar porque têm tendência a surgir gradualmente, sendo mais difíceis de ser notados. Por essa razão, é comum que a doença coronariana seja identificada já num grau muito desenvolvido ou quando causa alguma complicação grave, como o infarto.

A prevenção

A prevenção da doença coronariana pode ser feita através de bons hábitos de vida como deixar de fumar, alimentar-se corretamente, fazer atividade física e baixar os níveis de colesterol. Os níveis adequados de colesterol são:

  • HDL: acima de 60 mg/dl;
  • LDL: abaixo de 130 mg/dl; sendo abaixo de 70 para pacientes que já infartaram ou que têm diabetes, pressão alta ou fumam, por exemplo.

Quem tem elevado risco de desenvolver uma doença coronária, além de adotar um estilo de vida saudável deve, ainda, fazer acompanhamento junto com um cardiologista, pelo menos, 1 a 2 vezes por ano.

A Fisioterapia

A Fisioterapia Cardiológica está relacionada à prevenção e ao tratamento das doenças cardíacas através do exercício físico, proporcionando uma série de benefícios como:

Melhora na capacidade funcional
Redução de fatores de risco
Redução dos sintomas
Melhora na qualidade de vida e detecção precoce de sinais
Sintomas que antecedem importantes complicações e descompensações.

É um tratamento considerado eficiente para pacientes diagnosticados de insuficiência cardíaca, infarto agudo do miocárdio, cardiopatias congênitas, entre outras. A Fisioterapia Cardiológica permite que o paciente retorne gradativamente as suas atividades básicas do cotidiano.

A reabilitação cardiovascular compreende um conjunto de atividades relacionadas à melhoria do bem-estar físico, social e mental para pessoas com problemas relacionados ao sistema cardiocirculatório, tais como: infarto no miocárdio, insuficiência cardíaca, cirurgias cardíacas, doenças arteriais periféricas, coronariopatias, doenças cardíacas congênitas, entre outras.

No programa de reabilitação, o paciente deve ser acompanhado por um médico cardiologista para diagnóstico e acompanhamento clínico adequado, bem como adequação do uso dos medicamentos.

Um bom mapa mental para estudo:




Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Tenho indicações para você apofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Sistema Cardiovascular: anatomia e fisiologia
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Drive Virtual de Fisioterapia na Cardiologia
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.