Atividade física evita o derrame cerebral








Um estudo dos Estados Unidos aponta a importância da atividade física para evitar o infarto no coração e o derrame. Segundo pesquisas, a atividade física regular é fundamental para evitar risco de morte, principalmente durante a meia idade.

O estudo é otimista e garante que mesmo pessoas que nunca se exercitaram na vida podem obter essa proteção ainda durante a meia idade. O que a pesquisa americana recomenda é a prática de 30 minutos diários de atividade física de moderada intensidade. O que pode ser caminhada, desde que feita de forma vigorosa. O derrame cerebral está também relacionado com o fumo e a má alimentação.

Ele é causado pela deficiência do fluxo sanguíneo, decorrente da obstrução das artérias cerebrais por placas de gordura.

Em seguida, ocorre uma hemorragia que é ocasionada devido ao rompimento de vasos sanguíneos que podem ocorrer dentro do tecido cerebral ou dentro do espaço que circunda o cérebro.

  • EBOOK GRATUITO: Como prescrever exercício na insuficiência cardíaca

  • Tenho indicações para você aprofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Curso de Eletroterapia Aplicado à Prática Clínica
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Curso Completo de Reabilitação Pós COVID + Bônus
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.