Importância das técnicas de ressuscitação


>




http://www.alimentosetratamentos.com.br/imagens/noticias/1d67ebe3_5e35a6da_c8dedca3/igra_imagem.jpg

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, as técnicas de ressuscitação aplicadas por profissionais da saúde ou cidadãos comuns podem ajudar a reduzir uma estatística preocupante no Brasil: todos os anos morrem cerca de 250 mil pessoas vítimas de parada cardíaca ou cardiorrespiratória.

Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia

Em situação de parada respiratória deve-se imediatamente ligar para o 192 e iniciar o procedimento. Caso haja mais de duas pessoas junto com a vítima, um deve fazer a ligação e o outro dar início a massagem cardíaca, que deve ser realizada no meio do tórax do paciente, na altura dos mamilos.

A massagem deve ser feita com as mãos uma sobre a outra e de forma forte e intensa, cerca de 100 contrações por minuto, sem necessidade de respiração boca a boca.

Ao se preocupar com respiração boca a boca, a pessoa não treinada diminui o número e a qualidade das compressões, o que pode prejudicar o socorro.

Procure deixar os braços esticados para aumentar a pressão da massagem. Pressione o coração e solte em seguida. Mantenha o coração do paciente batendo até a chegada do socorro especializado.

Se o coração da vítima parar de bater é necessário realizar uma massagem cardíaca:

  • Deite a vítima sob uma superfície dura e posicione a cabeça dela um pouco para trás, deixando o queixo mais voltado para cima para facilitar a respiração;
  • Apoie suas mãos abertas uma sobre a outra na altura dos malilos, apoiando o punho sobre o osso esterno do paciente, como mostra a figura 1;
  • Sobre a vítima e com os braços esticados, como mostra a imagem 2, empurre as suas mãos com força, utilizando o peso do seu próprio corpo, contando 2 ou mais empurrões por segundo, até o coração do indivíduo voltar a bater sozinho ou a chegada do resgate.
Primeiros socorros para ataque cardíaco
Importância das técnicas de ressuscitação Importância das técnicas de ressuscitação Revisado by Faça Fisioterapia on 10:11 Nota: 5