Insuficiência cardíaca e sua classificação










A insuficiência cardíaca (ic) é a via final comum da maioria das doenças que acometem o coração, sendo um dos mais importantes desafios clínicos atuais na área de saúde. É a causa mais frequente de internação por doença cardiovascular. No Brasil a principal etiologia é a cardiopatia isquêmica crônica associada à hipertensão arterial. Há ainda formas associadas à doença de Chagas, endomiocardiofibrose e cardiopatia valvar crônica.

A classificação da ic pode ser baseada em sintomas ou em estágios, ambas importantes para a definição terapêutica.

- baseada em sintomas :
• Classe I – ausência de sintomas (dispnéia) durante atividades cotidianas. A limitação para esforços é semelhante à esperada em indivíduos normais;
• Classe II – sintomas desencadeados por atividades cotidianas;
• Classe III – sintomas desencadeados em atividades menos intensas que as cotidianas ou pequenos esforços;
• Classe IV – sintomas em repouso.

- baseada em estágios :
• Estágio A – Inclui pacientes sob risco de desenvolver insuficiência cardíaca, mas ainda sem doença estrutural perceptível e sem sintomas atribuíveis à insuficiência cardíaca.
• Estágio B – Pacientes que adquiriram lesão estrutural cardíaca, mas ainda sem sintomas atribuíveis à insuficiência
• cardíaca.
• Estágio C – Pacientes com lesão estrutural cardíaca e sintomas atuais ou pregressos de insuficiência cardíaca.
• Estágio D – Pacientes com sintomas refratários ao tratamento convencional, e que requerem intervenções especializadas ou cuidados paliativos.
Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Tenho indicações para você apofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Sistema Cardiovascular: anatomia e fisiologia
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Drive Virtual de Fisioterapia na Cardiologia
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.